Vilhena supera 500 casos de dengue em 2023 e Prefeitura pede colaboração da população para redução de criadouros

Sexta-feira, 24 de março de 2023

Visualizada 1646 vezes

Aumento exponencial de casos referentes aos últimos seis meses chama atenção do Setor de Endemias


Durante o período de setembro de 2022 a fevereiro de 2023, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) notificou 1540 casos de dengue em Vilhena, dos quais 109 foram confirmados em setembro, 135 em outubro, 153 em novembro e 328 em dezembro. Em janeiro deste ano, o número aumentou para 548 casos, já no mês de fevereiro as parciais foram de 267 casos ainda a confirmar.

 

De acordo com o Boletim Acumulado de Arboviroses de 1 de janeiro a 28 de fevereiro de 2023, divulgado pelo Setor de Endemias, os bairros com maior número de casos de dengue são: Centro, Jardim Eldorado, Alto Alegre, São José, Jardim Social, 5º BEC, Bodanese, Cristo Rei, Jardim Primavera, Jardim América, Moisés de Freitas, Bela Vista, Barão do Melgaço I, II e III, Embratel, Orleans, Assossete, Alto dos Parecis, Parque São Paulo, Residencial Orleans e Zona Rural.

 

COMO ELIMINAR OS FOCOS – A Prefeitura pede a colaboração da população para que verifique os terrenos, e mantenha caixas, tonéis e barris de água bem cobertos; coloque o lixo em sacolas plásticas e mantenha a lixeira sempre fechada; não jogue lixo em terrenos baldios; encha os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda; retire a água acumulada na laje e mantenha as calhas desentupidas; guarde garrafas de vidro ou plástico sempre com a boca para baixo; retire toda a água acumulada em pneus e os coloque em locais cobertos, protegidos da chuva.

 

PRINCIPAIS SINTOMAS – Caso sinta febre alta e súbita; dor de cabeça e nos olhos; dor nas articulações; falta de apetite; manchas avermelhadas pelo corpo; vômitos e enjoos; fraqueza e cansaço, procure a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), localizada na avenida Juracy Corrêa Muller no Parque São Paulo.

 

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone ou WhatsApp da Semus no número (69) 3322-2945, já para denúncias entrar em contato com o Setor de Endemias através do número (69) 3321-4667.

 

Semcom

 Galeria de Fotos

 Veja Também

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: 7h - 13h